Nunca mais Plante em Pneus. Saiba porque! ☢


Há muito tempo atrás, muitas pessoas começaram usar pneus velhos, para plantar, em parques, em vários lugares, como forma de reciclagem.
Mas especialistas em preservação do meio ambiente, alertam sobre os perigos que existem em tentar reciclar esses pneus,  

Na composição dos pneus existem muitos produtos químicos , e quando esses pneus ficam em contato com o solo, com as plantas, com os animais passam a ficar contaminados também.
Muitos animais comem ou bebem em pneus reciclado sendo assim o leite, e a carne também ficam com toxinas assim como também as plantações.

Esses produtos químicos que contém na fabricação dos pneus podem fazer mal a longo ou em curto prazo no organismo do ser humano, mas não só no organismo pois os pneus liberam toxinas que ficam armazenadas no oxigênio que respiramos e quanto mais os pneus ficam ao tempo tomando chuva, e sol ele libera muito mais rápido essas toxinas e produtos tóxicos, que fazem mal a saúde.

Composição dos Pneus

A combinação perfeita de matérias-primas, como borracha natural, derivados de petróleo, aço e produtos químicos, dá origem ao pneu, considerado um dos principais componentes dos automotivos. A parcela de utilização de cada um desses itens na fabricação varia de acordo com a utilização que será dada ao produto final. Prova disso é a diferença da composição entre os pneus de passeio e de caminhão, por exemplo.

No pneu de passeio, a borracha predomina, sendo 27% sintética e 14% natural. O negro de fumo constitui 28% da composição. Os derivados de petróleo e produtos químicos respondem por 17%, o material metálico (ou aço) por 10% e o têxtil por 4%.

Os pneus de automóveis são projetados para suportar altas velocidades, enquanto os pneus de carga são fabricados de acordo com o peso que deverão sustentar. Com isso, a quantidade de borracha natural nos pneus de caminhões está em torno de 30%.

Assista o vídeo com detalhes mais específicos sobre o assunto: ☢  ↷




Obrigada pela Visita ღ∞

Obrigada pela Visita ღ∞